Résumé

Mário Ibraim Salimon

mariosalimon@mariosalimon.com
55 61 3427 2836 e 8234 1888

Mário Salimon tem trajetória conhecida em várias áreas, tendo iniciado sua carreira como assistente do documentarista Vladimir Carvalho. Graduado em comunicação, mestre e doutorando em administração pela UnB, trabalhou como repórter e crítico de artes, música e cinema, após o que partiu para vários postos de coordenação e consultoria em organismos internacionais e no terceiro setor, tais como o UNICEF, UNESCO, IICA, UNDCP, AVINA e Centro Ruth Cardoso.

Pioneiro em produção de conteúdos audiovisuais em meio digital, produziu dezenas de vídeos, indo desde o formato institucional até documentários autorais, como é o caso de “Gilbués”, que trata do fenômeno da desertificação no Piauí e “Parece que existo”, biografia do músico brasiliense/nova-iorquino João MacDowell. Este recebeu, em 2012, o prêmio de melhor documentário na Mostra Brasília do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Salimon formulou e conduziu dezenas de estratégias organizacionais e de comunicação. Também desenvolveu acervos e instruiu equipes na produção e leitura crítica de fotografia digital, desenho, monitoramento e avaliação de projetos, principalmente em organismos internacionais e agências do terceiro setor.

Além de atuar como docente especialista em cursos de pós-graduação em comunicação e consultor nas áreas de gestão do conhecimento e gestão da estratégia, Mário tem também uma carreira de mais de 20 anos na música, tendo participado de 15 bandas brasilienses. Com dois discos lançados e um DVD em fase de finalização, é conhecido como uma dos principais cantores de jazz e blues da capital brasileira.

 

1. Áreas de atuação

  • Comunicação (perspectivas pública, corporativa e para o desenvolvimento)
  • Gestão (do conhecimento, organizacional, da estratégia e de projetos)
  • Produção videodocumental
  • Redes Sociais e Comunidades de Prática
  • Planejamento
  • Pesquisa qualitativa
  • Composição e produção musical
  • Artes Plásticas

 

2. Estudos e atualização profissional

  • 2014 – Doutorado em Administração (em curso) – Universidade de Brasília
  • 2011 – Mestrado em Administração –  Universidade de Brasília
  • 1989 – Graduação em Comunicação, área Jornalismo (Universidade de Brasília)
  • 2012 – Human-Computer Interaction – Coursera/Stanford University
  • 2012 – Model Thinking – Coursera/University of Michigan
  • 2011 – Introduction to Artificial Intelligence – Peter Norvig/Stanford University
  • 2009 – Project Team Leadership: Building Commitment Through Superior CommunicationAmerican Management Association, Nova Iorque, EUA
  • 2007 – Programa de formação de gestores da Fundação Dom Cabral, Belo Horizonte, MG.
  • 2006 – Gestão da Estratégia com Balanced Scorecard (Symnetics/BSC Collaborative), in house, Representação do IICA no Brasil)
  • 1996 – Formulação, Avaliação e Monitoria de Políticas Públicas (CEPAL/UNICEF) in house, Unicef

 

3. Perfil profissional

  • Formação e experiência multidisciplinares, com ênfase em desenvolvimento social e terceiro setor.
  • Sólido currículo em cargos de coordenação nos três setores, inclusive em posto internacional e com gerenciamento de equipes remotas e multilíngües via ferramentas de telecolaboração.
  • Proficiente no uso de instrumental teórico e prático de consultoria em sistemas sociotécnicos.
  • Proficiente na aplicação estratégica de tecnologias de informação e comunicação (TICs).
  • Proficiente em inglês, fluente em espanhol,  operacional em francês.
  • Relevante experiência didática em formação peer to peer e interorganizacional.
  • Mais de 2 mil páginas publicadas entre livros, artigos e posts na internet.

 

4. Experiência profissional e acadêmica


2014

  • Coordenador do Núcleo de Comunicação do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).
  • Produção e filmagens do curta Superquadras, viabilizado pelo FAC- Fundo de apoio a Arte e a Cultura do Distrito Federal.

 

2013

  • Coordenador Geral do Congresso Brasileiro de Gestores Públicos de Carreira.
  • Coordenador do Núcleo de Comunicação do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura.
  • Lançamento do longa Hierarquia: conversas depois do fim de um mundo.
  • Publicação do artigo científico Ideologia gerencialista e subjetividade do trabalhador no terceiro setor na Revista de Adminsitração da UsP.

 

2012

  • Facilitação e mediação de planejamento estratégico matricial para o Programa SEMEAR IICA/FIDA (gestão de conhecimento no semiárido brasileiro).
  • Coordenação e desenho de modelo de gestão para o programa de cocriação Festival de Ideias, promovido pelo Centro Ruth Cardoso.
  • Desenvolvimento de estratégia de marketing para o Congresso Virtual Preparatório Rio+20, promovido pelo Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura e Ministério do Desenvolvimento Agrário.
  • Participação como autor no VII Congresso Português de Sociologia na Universidade do Porto, Porto.
  • Participação como autor no II Seminário Transformare no Institut Superieur du Commerce, Paris.
  • Facilitação e mediação de processo de planejamento estratégico para a ANESP – Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental.

 

2011

  • Avaliação e reformulação da estratégia de comunicação do escritório brasileiro do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura.
  • Facilitação do processo de desenho do programa de gestão do conhecimento do Instituto Nacional do Semiárido – INSA.
  • Direção e realização do documentário em longa metragem Parece que Existo, gravado em Brasília e Nova Iorque. Trata-se da biografia do compositor João MacDowell, um dos pioneiros da música eletrônica e experimental em Brasília, hoje radicado nos EUA, onde compõe música clássica. Premiado como melhor longa metragem  na Mostra Brasília do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

 

2008 a 2010 – Fundación AVINA – Gerente de Comunicação

O ano e meio passado na fundação AVINA foi uma escola em termos de gestão sob pressão,  em ambiente virtual e condições adversas. Nesse período, o gerente de comunicação apoiou as instâncias diretivas no processo de reestruturação pelo qual passou a organização, que envolveu redução de orçamento e pessoal, virtualização e mudança radical do modelo operativo.

Foi necessário – mesmo com uma redução de um terço na equipe de comunicação – investir rápida e improvisadamente em canais e produtos de comunicação interna que pudessem fazer fluir conteúdos capazes de dirimir dúvidas, expressar angústias e harmonizar o discurso sobre a nova organização.

No mesmo período, renovaram-se normas e elementos da identidade visual, criou-se uma nova intranet e o gerente treinou a equipe de comunicação e várias subunidades da Fundação em formulação e operação de estratégias de comunicação. Também implantou um núcleo de produção de conteúdos multimeios, com formação da equipe em produção de texto, fotografia e vídeo.

A equipe, composta por cinco profissionais de comunicação e uma de administração, era trilingüe e o idioma base para o posto era o espanhol.

Atividades de rotina incluíram:

  • Formulação e execução de estratégias e políticas de comunicação baseada no Balanced Scorecard.
  • Relações com a mídia, ONGs e governo.
  • Operação do protocolo de comunicação de risco e crise.
  • Coordenação do programa de bolsas de jornalismo investigativo.
  • Gerência de produção e distribuição de conteúdos.
  • Formulação de táticas de branding e relações públicas.

 

2005 a 2008 – Representação do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura no Brasil – Coordenador de Comunicação e Gestão de Conhecimento

A passagem pelo IICA foi marcada por uma série de projetos bem sucedidos, a começar pela implantação de um núcleo de comunicação, do qual o escritório antes não dispunha. O trabalho foi feito via desenho participativo de um modelo de comunicação e gestão de conhecimento, que contemplava conceitos, processos e indicadores.

Também se implantou um núcleo de geração de conteúdos em multimeios, com formação em produção de texto, fotografia e vídeo. A oferta mais do que dobrou a cada ano e o escritório brasileiro foi reconhecido na Sede Central pelo pioneirismo e pelas contribuições dadas nas áreas de comunicação e gestão do conhecimento. Como resultado, lançou-se uma revista eletrônica e um programa de rádio mensais, além da publicação diária de notas jornalísticas.

Considerando o relatório de análise de situação feito para a consultoria de comunicação, o Representante confiou ao coordenador de comunicação a tarefa de  manter ativo o grupo de trabalho inicialmente formado, visando à retomada de atividades de planejamento estratégico do escritório. O resultado foi um processo de refinamento da comunicação interna e a adoção do Balance Scorecard como sistema de gestão da estratégia.

Atividades de rotina incluíram:

  • Formulação e execução de políticas de comunicação
  • Relações com a mídia, ONGs e governo
  • Apoio no desenvolvimento de atividades de desenho de processo de negócio
  • Desenho e coordenação da realização de atividades de planejamento estratégico
  • Coordenação de processo de formulação do modelo de gestão do escritório
  • Membro do steering committee para implantação de gestão de conhecimento no IICA
  • Membro da equipe de líderes de gestão da estratégia
  • Facilitação de oficinas de formação em audiovisual  e planejamento estratégico.

 

2003 – Development  Gateway Foundation/World Bank – desenho e realização do protótipo de Portal Brasileiro do Desenvolvimento.

 

1998 até 2003 – Conselho da Comunidade Solidária/BID/Unesco – Coordenador de Comunicação

O CCS foi um dos mais relevantes programas brasileiros voltados para o desenvolvimento. Não somente pelos resultados medidos, mas pela contribuição conceitual e até normativa  dada ao terceiro setor (Lei do Voluntariado e Lei das OSCIPS).

Salimon coordenou, por cinco anos, o Núcleo de Comunicação, formado por uma equipe de jornalistas, profissionais de TI e secretariado. O objetivo era manter coesão no discurso dos vários programas via constante atualização técnica e de conteúdo de seus assessores. Também implantou vários processos, à época pioneiros, de produção e disseminação de produtos digitais de informação.

Igualmente relevante foi o trabalho de assessoria de imprensa para a Presidente do Conselho, a antropóloga e, então, Primeira Dama do Brasil, Ruth Cardoso.

Atividades de rotina incluíram:

  • Formulação e execução de políticas de comunicação e uso de Tecnologias de Informação e Comunicação
  • Relações com a mídia, ONGs e governo
  • Gerência de produção e distribuição de publicações
  • Webmaster
  • Desenvolvimento de sistemas de gestão do conhecimento

 

2002 – Agência de Educação para o Desenvolvimento – membro do think tank Rede de Criação, em que atua como responsável pela área de Tecnologias de Comunicação e Informação.

 

1995 a 1996

  • Fundo das Nações Unidas Para a InfânciaOficial Assistente de Informação
  • Relações com a mídia, ONGs e governo
  • Gerência de produção e distribuição de publicações
  • Webmaster, tendo produzido o primeiro site  e o primeiro boletim eletrônico da organização no Brasil

 

1994 – TV Nacional/Programa Segundas de OuroReformulação, direção de arte, edição e roteiro

 

1992 a 1994 – Conselho Federal de Psicologia – Assessor de Comunicação Social

  • Relações com a mídia, ONGs e governo
  • Gerência de produção e distribuição de publicações

 

 1989 a 1991 – Correio BrazilienseRepórter

  • Cobertura de Assuntos culturais  locais e internacionais
  • Crítico  musical e de artes plásticas

 

1986 – Assistente de fotografia e direção para o documentário Conterrâneos Velhos de Guerra, de Vladimir Carvalho.

 

5. Principais Consultorias Pontuais

2007/2008 – Ministério da Integração Nacional, Coordenação de escritório de projeto para produção de materiais institucionais (boletim, vídeo, cartilha) da Política Nacional de Desenvolvimento Regional

2008 – SENAVE/Paraguai(Serviço Nacional de Calidad y Sanidad Vegetal y de Semillas) Facilitação de oficina de formulação estratégica com base no Balanced Scorecard

2003 – Ministério do Desenvolvimento Agrário/Secretaria de Agricultura Familiar – facilitação de oficina de planejamento para parceiros do programa Conviver, do Governo Federal

2003 – Programa Alfabetização Solidária – formulação de política de comunicação e sistematização dos recursos de comunicação, informação e TI

2002 – Agência de Educação para o Desenvolvimento – avaliação e reestruturação dos modelos de publicação virtual e Customer relationship management

2002 – Ministério da Previdência e Assistência Social – reciclagem de 60 profissionais das assessorias regionais de comunicação com ênfase nas novas Tecnologias de Comunicação e Informação (TICs)

2001 – Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) – formulação de política e manual de comunicação

 

6. Principais Publicações

 

7. Palestras e apresentações

Managerialism and worker subjectivity in the Brazilian environmentalist third sector

Managerialism and worker subjectivity in the Brazilian environmentalist third sector from Mario Salimon on Vimeo.

Palestra de Mário Salimon sobre Gestão do Conhecimento em Zonas Semiáridas

Palestra de Mário Salimon sobre Gestão do Conhecimento em Zonas Semiáridas from Mario Salimon on Vimeo.

Mário Salimon fala sobre comunicação, redes e planejamento

Mário Salimon fala sobre comunicação, redes e planejamento from Mario Salimon on Vimeo.

Palestra Sobre Gestão de Estratégia, da Informação e do Conhecimento